28/03/2008

* 2008 - 1º ENCONTRO DO GRUPO MELHOR IDADE DA ABLUDEF DE 2008.

Aconteceu dia 28 de março de 2008, o 1º encontro do GRUPO DA MELHOR IDADE, do ano corrente , estiveram presentes cerca de 48 idosos. Atualmente o grupo é composto por 56 idosos.
O encontro teve início a partir das 10 horas, e foi servido uma saborosa sopa com bastante verduras, regada com muito frango desfiado .Foi servido como sobremesa, laranjas / caqui e gelatina. Todas as verduras e frutas foram doados pelo CEASA, ao grupo da melhor idade. O encontro foi alusivo à comemoração da páscoa. A equipe que deu suporte para que a assistente social Dalva Day pudesse fazer o trabalho com dinamismo e segurança, merecem o nosso agradecimento e reconhecimento pelo empenho e dedicação.
A cada encontro recebemos novas adesões, em 2008 já são seis idosos que se juntaram ao grupo .Este ano a madrinha da MELHOR IDADE é a assistente social Tânia Regina Moraes,aclamada pelo grupo de idosos. Maria Helena presidenta da ABLUDEF, agradeceu o Grupo da Melhor Idade pela participação na eleição biênal da diretoria,dando aval para que nos próximos dois anos ela possa continuar a frente da instituição como presidenta, dando continuidade aos projetos, como exemplo a ampliação da sede e atendimento aos 1830 associados .
Foi realizada duas dinâmicas com o grupo. A primeira foi referente aos dois cachorrinhos (foto). Todos os idosos adoraram brincar com os cachorrinhos de pelúcia, alguns fizeram carinhos, outros um puxão de orelha. No final da apresentação foi pedido que cada um fizesse a mesma coisa com seu colega do lado direito, ocorreu uma euforia total.A segunda dinâmica foi com duas bolas de plástico, onde cada um dos idosos teria que repassar ao amigo a bola sem deixar cair, a equipe que chegasse ao final sem erros era consagrada campeã. A equipe "A" foi liderada pela assistente social Dalva Day , a equipe " B" pela terapeuta ocupacional Mariana Nicoletti Cenci. A equipe "A" foi a vencedora, todos participantes receberam um pirulito e um da equipe vencedora ganhou uma cesta de páscoa, através de sorteio. A partir deste encontro, o GRUPO DA MELHOR IDADE da ABLUDEF, recebeu uma camiseta personalizada com o nome do grupo, que servirá para sua identificação nos encontros e passeios.

27/03/2008

* 2008 - VISITA DO PREFEITO JOÃO PAULO A ABLUDEF

Hoje dia 27 de março de 2008, estiveram visitando a ong ABLUDEF - Associação Blumenauense de Deficientes Físicos, o prefeito de Blumenau srº João Paulo Karan Kleinubing, o presidente da pró-família srº Mário Hildebrandt e a srª Patrícia. O prefeito veio conhecer a ABLUDEF, esteve em todas as dependências da instituição, visitou a oficina “asas para a integração”, onde a assistente social Tânia Regina Moraes mostrou os trabalhos realizados pelos associados em prol de quase 200 pessoas que tem necessidades de utilizar as fraldas geriátrica, feita na instituição. Alguns associados tiveram oportunidade de reivindicar junto ao prefeito, demandas individuais e em grupo, outros agradeceram os resultados que conseguiram, junto a ABLUDEF.

Foi realizado uma exposição dos trabalhos artesanais do Grupo arco íris coordenado pela assistente social Dalva Day, onde foi mostrados as pinturas em tecidos, ensinados pelas voluntárias Hilda – Rosalina e Maria do Carmo, trabalhos em papel MARCHÊ, pela voluntária Danielle e teares manuais, pela professora de artes Beralice. Esses trabalhos são vendidos nas feiras de artesanatos em Blumenau.

João Paulo esteve cumprimentando os associados que estavam realizando relaxamento no Grupo de Terapia Ocupacional, coordenado pela profissional T.O. Mariana Nicoletti Cenci.

25/03/2008

* 2008 - INAUGURAÇÃO DO CENTRO DE REFERÊNCIA EM ATENÇÃO AO IDOSO

Foi inaugurado dia 25 de março de 2008, terça feira, às 9h30min da manhã, o Centro de Referência em Atenção ao Idoso. O prefeito de Blumenau srº João Paulo Karan Kleinübing, juntamente com o presidente da Fundação Pró-Família, Mário Hildebrandt, cortaram a fita inaugural. A sede do Centro de Referência em Atenção ao Idoso esta situado na rua Itapiranga, 368, bairro da Velha, onde funcionava as instalações da Fundação Pró-Família, e a partir desta data está reunida as atividades culturais, de educação, lazer e cidadania desenvolvidas por idosos no antigo Centro de Convivência , hoje totalizando 29 oficinas aliadas a novas ações nas áreas de assistência social e saúde.
O prefeito João Paulo Karan Kleinubing e o presidente da Pró-família,srº Mário Hildebrand falaram da importância deste Centro, enaltecendo os idosos de Blumenau, "essas pessoas fizeram muito para o município e hoje tem o direito de poder usufruir desta área destinada a eles", o srº Pedro Sthlein, presidente do CMI - Conselho Municipal dos Idosos de Blumenau, e a srª Santa, representante dos idosos de Blumenau, agradeceram o espaço que foi construído para os idosos.
Idosos de vários grupos de Blumenau estiveram prestigiando as novas instalações.Espaço com total infraestrutura para atender com dignidade a população idosa de Blumenau.
A Terapeuta Ocupacional da ABLUDEF, srª Mariana Nicolleti Cenci e a Assistente Social srª Dalva Day, também representante da CODEPA e Conselheira do CMI estiveram presente na inauguração. Conversaram com as professoras de artes I e II, Solange e Célia, para posteriormente levar o GRUPO DA MELHOR IDADE da ABLUDEF, para confraternizar com os idosos do Centro de Referêrencia em Atenção ao Idoso.
As novas instalações destinadas à terceira idade passaram por reformas para adequação à demanda, esse espaço é mais amplo do que o anterior. Dos 500metros quadrados para cerca de 2.000 mil metros quadrados de área construída no novo prédio.Entre as novas ações, uma assistente social fará o mapeamento da situação dos idosos identificando suas necessidades e dará orientação para agilizar, BPC e processo como o de aposentadoria, entre outros. Os idosos também receberão orientação médica com relação a doenças mais freqüentes, entre elas, diabetes, hipertensão, contando ainda com um ambulatório e serviços de enfermaria.
A equipe está assim composta:
01 nutricionista,
01 psicóloga,
01 terapeuta ocupacional
01 dentista
Que além da orientação e dicas de prevenção junto aos idosos realizará pequenas intervenções, complementando o quadro de profissionais que já atuavam no Centro de Convivência.

Nas novas instalações, uma piscina coberta que está em fase de construção para prática de hidroginástica pelos idosos, será inaugurada no dia 04 de abril de 2008.Pretendem atender 1.000 idosos por mês, com hidroginástica.

21/03/2008

* 2008 - CIRANDA CIRANDINHA

A equipe técnica (Mariana - Dalva - Bianca - Tânia e Lenira (ausente na foto) dos programas da ABLUDEF, juntamente com a presidente Maria Helena Mabba, reuniram-se no dia 27 de fevereiro de 2008, para viabilizar o projeto “Ciranda, Cirandinha".
Este projeto é uma ação sócio educativa de apoio e orientação às famílias de pessoas com deficiência com crianças de 0 a 6 anos que visa proporcionar um dia por mês de atividades e informação, orientação, integração e lazer familiar; e lúdicas para as crianças. Subtendendo-se “famílias”, seus membros naturais, cuidadores ou responsáveis que vivem sob o mesmo teto; estando em sintonia com a concepção ampliada de “família”, defendida pela PNAS (Política Nacional De Assistência Social.). O projeto almeja alcançar os seguintes resultados: desenvolvimento da autonomia das crianças e acesso ao direito do brincar, fortalecimento dos laços afetivos e sociais das famílias. As famílias com crianças com deficiência, altamente dependentes e sem acesso ao transporte a “linha cidadão”(transporte com acessibilidade para pessoas com deficiência), serão transportadas com veículos da entidade. O programa é articulado com a rede de políticas públicas e conta com o apoio de parcerias governamentais e não governamentais. A demanda surgiu através da observação da equipe profissional da entidade, percebeu-se que a maioria das crianças com deficiência não participam das brincadeiras e ficam no colo dos pais. Que os irmãos(ãs) brincam com as outras crianças, mas não brincam com os membros familiares crianças com deficiência. Ainda que os pais não brincam com seus filhos com deficiência e não estimulam a brincarem com as demais crianças.Percebendo esta situação, que fere o direito das crianças e traz prejuízos ao desenvolvimento integral, através do brincar; e promove o enfraquecimento dos laços familiares e sociais, a entidade se propôs em 2008 a implementar o Projeto: Ciranda Cirandinha.

Foi dado início no dia 20 de março o projeto social "Ciranda ,Cirandinha”, realizando a páscoa infantil para as crianças associadas e seus familiares.

Além de palestra para a família, estiveram presente o GRUPO BRINCALHÃO contratado pela ABLUDEF , todos fantasiados de coelhos, trazendo alegria para as crianças e seus familiares.

Teve algodão doce, casa com bolinhas,rostinhos pintados , bombons, cestinha, coelhinho de verdade, onde as crianças puderam passar a mão nele, e sentir a fofura do seu pelo.

Teve muitos sorteios de bombons, cesta premiada e muita guloseimas.

Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. É a maior festa do cristianismo e, naturalmente, de todos os cristãos, pois nela se comemora a Passagem de Cristo - "deste mundo para o Pai", da "morte para a vida", das "trevas para a luz".
SIMBOLOS DA PÁSCOA

OVO DE PÁSCOA A existência da vida está intimamente ligada ao ovo, que simboliza o nascimento a fertilidade é o recomeço da vida. Esteve presente nos rituais de saudação a primavera de muitos povos antigos. Alguns historiadores garantem que o costume de cozinhar e depois colorir ovos de galinha para depois presenteá-los surgiu entre os antigos egípcios, persas e algumas tribos germânicas.Hoje se atribui aos chineses o costume milenar de presentear parentes e amigos com ovos nas festas de primavera. Mas foram os reis e príncipes da Antigüidade que confeccionaram ovos de prata e ouro recobertos de pedras preciosas.O povo, sem recursos para tais luxos, manteve a tradição de presentear ovos de galinha confeccionados.

COELHINHO DA PÁSCOA por serem animais com capacidade de gerar grandes ninhadas, sua imagem simboliza a capacidade da Igreja de produzir novos discípulos constantemente. A tradição do coelho da Páscoa foi trazida à América por imigrantes alemães em meados de 1700. O coelhinho visitava as crianças, escondendo os ovos coloridos que elas teriam de encontrar na manhã de Páscoa. Uma outra lenda conta que uma mulher pobre coloriu alguns ovos e os escondeu em um ninho para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa.Quando as crianças descobriram o ninho, um grande coelho passou correndo. Espalhou-se então a história de que o coelho é que trouxe os ovos.No antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antigüidade o consideravam o símbolo da Lua.É possível que ele se tenha tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa. Até o começo do século, o coelho não era conhecido como símbolo da Páscoa no Brasil. Foram os imigrantes alemães que, no Sul do país, entre 1913 e 1920, introduziram o costume.

CRUZ DA RESSURREIÇÃO Traduz, ao mesmo tempo, sofrimento e ressurreição. No Conselho de Nicea em 325 d.C, Constantim decretou a cruz como símbolo oficial do cristianismo. Então não somente um símbolo da Páscoa, mas o símbolo primordial da fé católica.

CORDEIRO Simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho. Para os cristãos, o cordeiro é o próprio Jesus, Cordeiro de Deus, que foi sacrificado na cruz pelos nossos pecados, e cujo sangue nos redimiu: "morrendo, destruiu nossa morte, e ressuscitando, restituiu-nos a vida".

PÃO E VINHO Na ceia do senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna.

CÍRIO é a grande vela que se acende na Aleluia , estão gravadas as letras Alfa e Ômega e quer dizer: "Deus é o princípio e o fim de tudo". Os algarismos do ano também são gravados no Círio Pascal.

E O CHOCOLATE, COMO CHEGOU NA PÁSCOA

A substituição dos ovos cozidos e pintados por ovos de chocolate, pode ser justificada pela proibição do consumo de carne animal, por alguns cristãos, no período da quaresma. A versão mais aceita é a de que o surgimento da indústria do chocolate, em 1830, na Inglaterra, fez o consumo de ovos de chocolate aumentar. Atualmente, o chocolate é como o tender de Natal ou o quentão da Festa Junina, tem que estar presente em toda Páscoa, seja no formato de bombom, de barra, de coelhinho ou da maneira mais tradicional, que é a de Ovo de Páscoa.

Uma FELIZ PÁSCOA vai muito além da simples troca de ovos. É um momento de reflexão e que remete à existência de Cristo tendo uma forte conotação religiosa. Contudo, acordar de manhã e procurar os deliciosos e coloridos ovos, escondidos pelos coelhinhos da Páscoa, é um costume que não pode ser esquecido pois, além de ser muito divertido, nos faz recordar às inesquecíveis lembranças da infância!

Fonte de pesquisa: http://www.portaldafamilia.org/ e www.terra.com.br/pascoa/curi

20/03/2008

* 2008 - Mostra sobre o Grande Garcia

A MOSTRA aconteceu no dia 19 de março de 2008, foram 3 horas e meia de pura nostalgia. Visitantes de todas as idades, ficaram fascinados pelas relíquias ali mostradas. Arquivo de valor inestimável onde contou um pouco da história do bairro Garcia e de Blumenau. Os jovens se deliciaram com a coleção de moedas e cédulas, rádios antigos, máquinas fotográficas, ferros de passar roupas, enquanto que os adultos olhavam com mais atenção as fotos do passado, onde em alguns momentos reencontravam pessoas conhecidas e até mesmo parentes. O convite foi feito pelo Professor e Coordenador Ensino a Distância - EAD, Cláudio Cézar Castellain, e Diretor Geral - Profº Celso Voss. Arquivo de Dalva Day e Adalberto Day/ Colaboradores José Geraldo Reis Pfau e Álvaro Luiz dos Santos.

14/03/2008

* 2008 - TECELAGEM - TEAR

No dia 14 de março, teve início na ABLUDEF, um curso de TECELAGEM - TEAR," INCLUSÃO SOCIAL E PROFISSIONALIZAÇÃO"
com a professora artesã senhora Beralice Lazaris.
O objetivo do projeto visa trabalhar a auto-estima das PDFs, promovendo a socialização dos mesmos junto a sociedade.
- Difundindo e promovendo o artesanato através da tecelagem.
- Promovendo a profissionalização dos associados da ABLUDEF, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico.
Esse trabalho faz parte da parceria que a assistente social Dalva Day fez com vários setores da sociedade, para que os associados possam estar aprendendo diversas técnicas de artesanato , visando principalmente contribuir no aumento de sua renda, sendo que o maior objetivo da entidade, é inserir o associado no contexto social.
A classe de pessoas com deficiência física, tende a aumentar e junto as dificuldades de uma sociedade. Aumenta também a necessidade da PDFs estarem preparadas para interagir na sociedade nos mais diversos trabalhos.
A sociedade tem que estar preparada para receber esse aumento de pessoas com deficiência física, gerando maior número de empregos, e acessibilidade.
O deficiênte físico também tem que estar se preparando profissionalmente, pois emprego existe, mas poucas pessoas estão qualificadas para preencher as vagas existentes.
Blumenau por ser uma cidade turistica, são valorizados os trabalhos artesanais.
Os associados da ABLUDEF, participam em diversas feiras durante o ano, na cidade. Exemplos: Feira da páscoa; Feira da solidariedade, Feira de Natal e outros.

13/03/2008

* 2008 - PAPEL MACHÊ

No dia 11 de março de 2008 participantes do Grupo de Artesanato Arco Iris da ABLUDEF, colocaram a mão na massa.
Sob a orientação da professora voluntária Daniele, os associados da ABLUDEF, desenvolveram trabalhos em papel machê.
O QUE É PAPEL MACHÊ
O papel machê é usado para esculturas e para a confecção de máscaras. É um material muito barato, pois é feito a partir de papel velho, que desmanchado e devidamente processado e que misturado com água e cola torna-se uma massa, que depois de seca adquire uma rigidez considerável, cuja superfície suporta sem dificuldades diversos tipos de tintas. Ou seja, papel machê nada mais é do que papel reciclado, processado e usado como massa para modelar.

COMO FAZER PAPEL MARCHÉ

Material necessário:
- 5 rolos de papel higiênico
- 250 ml de vinagre
- 250 ml de óleo de cozinha comum
- 1,5 kg de gesso cré
- 500 ml de cola branca
Como fazer:
· Pegue um balde e coloque a água e o vinagre, que tem a função de não embolorar o papel machê quando ele ficar pronto. · Em seguida, ponha os 5 rolos de papel na água e deixe de molho por 24h.
· Depois de ter passado a noite mergulhado na água, retire os rolos, apertando-os para retirar o excesso de água. · Logo após, esprema os rolos em um pano. Certifique-se de que estão bem sequinhos. · Faça isso com todos os rolos e reserve numa vasilha seca.
· Depois, quebre o papel em pedaços menores.
· Agora, coloque um pouco de cola, um pouco de óleo e de gesso, o que ajudará a secar a massa mais rápido.
· Mexa como se estivesse fazendo massa de pão e, aos poucos, coloque o restante do material, sempre misturando bem até chegar no ponto (quando não grudar mais na mão).

09/03/2008

* 2008 - ELEIÇÃO DA ABLUDEF – 2008 / 2010

No dia 08/03/2008, a ABLUDEF – Associação Blumenauense de Deficientes Físicos reelegeu a presidenta Maria Helena Mabba para a gestão de 2008/2010. A ABLUDEF conta atualmente com 1830 associados, todos com direito a voto.
Pontualmente às 10 horas foi lacrada a URNA pela atual presidenta Maria Helena, a qual foi a primeira a votar, dando inicio ao pleito.

Cento e quarenta e dois associados compareceram para a votação.

A eleição transcorreu em clima de harmonia durante o período programado, das 10 horas até as 17 horas.

Resultado da eleição:
Total de Votantes: 142
Pontualmente as 17 horas foi encerrada a votação, dando inicio a abertura e posterior contagem de votos.
Depois de feito a contagem dos votos, foi constatado que 141 votaram para a reeleição da atual Presidenta Maria Helena e para o Conselho fiscal - 01 voto em branco.

DIRETORIA da ABLUDEF :

Presidente: Maria Helena Mabba

Vice-Presidente: Hilda Maria da Rocha

Secretária: Eliane Kroenke de Miranda

Tesoureiro: José Carlos Araújo Rosa

CONSELHO FISCAL:
Martha Maria dos Santos
Mirian Rocio do Aguiar
Alairton José Cristovão

05/03/2008

* 2008 - AG GARCIA

No dia 5 de março, estiveram presentes Membros da Comissão Especial em Pról da construção do AG GARCIA,(Adalberto Day / Dalva Day –
Carlos Alberto Salles de Oliveira/Diana E.Salles de Oliveira; Argeu Maschio; Luiz Nestor Pohlmann;Mauricio Goll e o Sr. José Luís Gaspar Clerici, Presidente da Câmara de Vereadores de Blumenau, e alguns representantes do CSU – Garcia, junto com a engenheira Sandra, engenheiro Bruno estiveram no local das futuras instalações do Ambulatório Geral (antiga cantina da Artex), para conhecer a nova planta baixa da construção.
Essa planta faz parte do acordo feito na reunião do dia 24/01/2008, junto à secretária da Saúde a Drª Elizabete Ternes Pereira.
Os trabalhos de construção estão sendo realizados, devendo finalizar essa parte do projeto de 1157 m² até metade do ano de 2008.

* 2008 - ONIBUS ADAPTADO

No dia 04 de março de 2008, os representantes da SETERB e da empresa de ônibus do novo sistema SIGA, vieram até a ABLUDEF , onde colocaram a disposição dos associados, funcionários e diretoria a nova VAN que está em fase de adaptação.
Depois que a equipe esteve em Joinville, vendo o funcionamento deste sistema de transporte especial, foi pedido à presidente Maria Helena Mabba, sua colaboração, no sentido de viabilizar o trajeto que terão que fazer para priorizar o PDF (pessoa com deficiente física) nas áreas de educação, saúde (fisioterapia/consulta médica) e mercado de trabalho.
Querem total parceria, com a ONG, pois como a ABLUDEF existe desde (28/05/1988), conhece cada caminho que leva a residência do PDF, suas dificuldades em ter acesso ao direito de IR e VIR.
Também trouxeram o elevador hidraúlico para ver a melhor posição para que os cadeirantes possam utilizar o transporte, ainda estão em fase de demonstração, mas com plano de começar a atuar até final de março, pelas ruas de Blumenau.







Que saber mais sobre este tema?
Clique nos links abaixo:


* ONIBUS ADAPTADO – 2008
* REUNIÃO EM JOINVILLE – 2008
* REUNIÃO DA CODEPA – 2008
* MICROONIBUS ESPECIAIS - 2007
* NA CIDADE SEM MEU CARRO – 2007
* Reunião com a Seterb Área Azul – 2007
* Reunião com a seterb – 2007

* 2008 - GRUPO ARCO IRIS 2008

Esse grupo faz a diferença.Todas as terças feiras a partir das 13 horas, faça chuva, faça sol, não importa, encontram-se pessoas com deficiência físicas e voluntários, para exercer a melhor terapia social, ou seja, em conjunto colocam num simples pano branco a beleza de sua genialidade, pintam panos de louças, outras fazem o acabamento com crochê.
Todos esses maravilhosos trabalhos artesanais são vendidos nas diversas feiras de artesanatos realizadas em Blumenau.

Atualmente as pinturas são referentes a Páscoa, cada mês são temas diferentes, como Dia das mães, natal e outros.
Além das pinturas em tecidos, crochês, administrados pelas instrutoras Hilda Maria da Rocha, Maria Censi da Rocha e Rosalina da Silva, também são realizados trabalhos em papel marche pela professora voluntária Danielle.



Que saber mais sobre o Grupo Arco-íris?
Clique nos links abaixo e boa leitura!



* PAPEL MACHÊ - 2008
* GRUPO ARCO-IRIS - 2008
* GRUPO DE ARTESANATO ARCO-ÍRIS NO SCHOPPING NEUMARKT – 2007
* ARTESANATOS DE E.V.A. – 2007
* Grupo de artesanato arco-íris da ABLUDEF – 2007
* PRÓ-FAMÍLIA - Fundação do Bem-estar da Família -Blumenauense - 2007
* CRIATIVIDADE NO GRUPO DE ARTESANATO ARCO-IRIS – 2007
* CURSO DE TEAR – 2007
* Feira da Amizade - 2007
* Feira da Amizade em setembro - 2006
* Grupo de Artesanato Arco-íris - 2006
* Confraternização – 2006
Related Posts with Thumbnails