29/11/2015

* 2015 - ÁRVORE DE NATAL

ÁRVORE DE NATAL
A primeira árvore de Natal apareceu na Alemanha durante a Idade Média. Tratava-se de um pinheiro, decorado com maçãs e que era chamado de “árvore do paraíso”. Outra versão sobre a procedência da árvore de Natal, a maioria delas indicando a Alemanha como país de origem, uma das mais populares atribui a novidade ao padre Martinho Lutero (1483-1546), autor da Reforma Protestante do século XVI. Olhando para o céu através de uns pinheiros que cercavam a trilha, viu-o intensamente estrelado parecendo-lhe um colar de diamantes encimando a copa das árvores. Tomado pela beleza daquilo, decidiu arrancar um galho para levar para casa.
Lá chegando, entusiasmado, colocou o pequeno pinheiro num vaso com terra e, chamando a esposa e os filhos, decorou-o com pequenas velas acesas afincadas nas pontas dos ramos. Arrumou em seguida papéis coloridos para enfeitá-lo mais um tanto. Era o que ele vira lá fora. Afastando-se, todos ficaram pasmos ao verem aquela árvore iluminada a quem parecia terem dado vida. Nascia assim a árvore de Natal. Queria, assim, mostrar as crianças como deveria ser o céu na noite do nascimento de Cristo. A árvore de Natal é uma das mais populares tradições associadas com a celebração do Natal. É normalmente uma árvore conífera de folhas perenes, ou uma árvore artificial. Como parte da tradição, enfeita-se a árvore com com bolas coloridas e outros adornos natalinos, como o sino de Natal.
Civilizações antigas que habitaram os continentes europeu e asiático no terceiro milênio antes de Cristo já consideravam as árvores como um símbolo divino. Eles as cultuavam e realizavam festivais em seu favor. Essas crenças ligavam as árvores a entidades mitológicas. Sua projeção vertical desde as raízes fincadas no solo marcava a simbólica aliança entre os céus e a mãe terra. Na Assíria a deusa Semiramis havia feito uma promessa aos assírios, de que quem montasse uma árvore com enfeites e presentes em casa no dia do nascimento dela, ela iria abençoar aquela casa para sempre. Entre os egípcios, o cedro se associava a Osíris. Os gregos ligavam o loureiro a Apolo, o abeto a Átis, a azinheira a Zeus. Os germânicos colocavam presente para as crianças sob o carvalho sagrado de Odin. Nas vésperas do solstício de inverno, os povos pagãos da região dos países bálticos cortavam pinheiros, levavam para seus lares e os enfeitavam de forma muito semelhante ao que faz nas atuais árvores de Natal. Essa tradição passou aos povos Germânicos. A primeira árvore de Natal foi decorada em Riga, na Letónia, em 1510. No início do século XVIII, o monge beneditino São Bonifácio tentou acabar com essa crença pagã que havia na Turíngia, para onde fora como missionário. Com um machado cortou um pinheiro sagrado que os locais adoravam no alto de um monte. Como teve insucesso na erradicação da crença, decidiu associar o formato triangular do pinheiro à Santíssima Trindade e suas folhas resistentes e perenes à eternidade de Jesus. Nascia aí a Árvore de Natal. Há outras versões, porém, a moderna árvore de natal teria realmente surgido na Alemanha entre os século XVI e XVIII. Não se sabe exatamente em qual cidade ela tenha surgido. Durante o século XIX a prática foi levada para outros países europeus e para os Estados Unidos. Apenas no século XX essa tradição chegou à América Latina. Atualmente essa tradição é comum a católicos, protestantes e ortodoxos.
  A ÁRVORE DE NATAL na tradição cristã, simboliza vida, paz, esperança e alegria. De acordo com a tradição católica, a árvore de Natal deve ser montada a partir do dia 30 de novembro, que é o começo do período do advento. Sua montagem deve ser aos poucos, intensificando-se a partir de 17 de dezembro (momento em que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus). O dia de montar as decorações natalinas variam em cada país , no Brasil as decorações costumam ser realizadas no dia 6 de Dezembro, data em que se comemora o dia de São Nicolau. Algumas pessoas gostam de deixar para coroar a árvore de natal com uma estrela no dia 25 de Dezembro, simbolizando a Estrela de Belém. Em 6 de janeiro (Dia de Reis), de acordo com esta tradição, é o dia de desmontar a árvore de Natal. No dia 6 de Janeiro, comemora-se o Dia de Reis, data que assinala a chegada dos Três Reis Magos à Belém, encerrando a magia do Natal, quando a árvore de natal e demais decorações natalinas são desfeitas.
ASSISTA ESSE VIDEO MARAVILHOSO DE NATAL
FONTE:
http://adalbertoday.blogspot.com.br/2013/12/meu-natal-inesquecivel.html
cantinhodalumad.blogspot.com/2009/03/natal.html
http://euadorofesta.blogspot.com.br/2011/12/filmes-de-natal-2.html
humordemulher.wordpress.com/gifs-de-natal/
pfpnsfemovie.blogspot.com/2012/.../rudolph-rena-do-nariz-vermelho.ht...
pt.wikipedia.org/wiki/Natal‎
www.adorocinema.com
www.gifs-animados.net/natal01.htm
www.magiagifs.com.br/datas_especiais/especialnatalpage.htm
www.filmesdecinema.com.br
http://mdemulher.abril.com.br/familia/fotos/filhos/15-filmes-natal-assistir-familia-725795.shtml#15
Natal | Curiosidades no Você Sabia www.vocesabia.net/tag/natal/

Um comentário:

VÂNGELA =) disse...

Olá Dalva! Seu Blogger tá lindo, as árvores de natal estão um encanto, mas o que eu queria dizer mesmo, é que o vídeo do Papai Noel sempre me emociona... Lindo! Boas Festas.

Related Posts with Thumbnails