28/04/2008

* 2008 - PASSEIO A ILHA DO MEL – PARANAGUÁ – CURITIBA

SÁBADO: 26.04.2008

05:00 – saída de Blumenau

Saímos de Blumenau no horário previsto, apesar da rua Ângelo Dias estar fechada por causa do encontro do stammisch que estaria acontecendo em Blumenau no sábado. Fomos até Garuva, onde encontramos o guia da viagem o senhor José, este foi nos relatando a história do litoral paranaense. O Litoral do Paraná é considerado o segundo menor do Brasil com 98 km², só superando o litoral do Piauí que tem 67 km². Fizemos a travessia do mar até a ilha do MEL.

09:30 – chegada Pontal do Sul e travessia Ilha do Mel

Chegamos ao PORTAL DO PARANÁ, colocaram uma pulseira em cada membro do grupo,todo visitante deve usar, e somente 5.000 mil turistas podem visitar a ILHA DO MEL por ano. 95% é área de prevenção SANTUÁRIO ECOLOGICO, seu fundador foi o alemão MEHL, esse por sua vez cobrava pedágio ou taxa para às embarcações que iam ao porto Antônina. A ILHA DO MEL era um ponto de quarentena para os escravos vindo para o Brasil,eram tratados com MEL e LIMÂO para curar das gripes e ir para o continente. Hoje a ilha é administrada pelo INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANÁ - IAP . A ILHA DO MEL não é um BALNEÁRIO é uma área de conservação da natureza, ela é tombada como patrimônio histórico e natural.É uma formação geológica localizada no litoral do Paraná e possui um Zoneamento Ecológico e de Uso Público.

10:00 – chegada e visita ao Farol das Conchas

12:00 – almoço no restaurante do David

13:30 – saída para Fortaleza de N.Sra. dos Prazeres

15:00 – visita à Fortaleza de N.Sra. dos Prazeres

16:00 – saída para Paranaguá e chegada prevista 18:00

Paranaguá é a cidade mais antiga do Paraná ,significa grande mar aberto. Foi fundada em 1648, tem hoje aproximadamente 150 mil habitantes. Os nativos de Paranaguá são conhecidos como "PARNANGUARA" . Está a 6 metros do nível do mar. A 1ª igreja em solo paranaense conta de 1578, IGREJA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO. A RUA DA PRAIA é a rua mais antiga de Paranaguá.

18:00 – deslocamento ao hotel

20:30 – jantar no restaurante do hotel

21:30 – breve caminhada Rua do Cais

DOMINGO: 27.04.2008

7:30 – café da manhã e liberação dos apartamentos

8:30 – saída para passeios em Paranaguá

Assistimos um vídeo no porto de Paranaguá, considerado o 2º PORTO NACIONAL e o 6º PORTO DO MUNDO, e maior PORTO NEGREIRO.
O porto de Paranaguá chama-se PORTO D.PEDRO II, tem de 8m a 14 metros de profundidade. Dá para 15 navios.Tem calpões com capacidade de 30 toneladas, 4 armazem de madeira mais 4 de farelos. CILOS com capacidade de 100 mil toneladas. 4 armazem com soja. O PORTO DE PARANAGUÁ é o único porto administrado pelo setor público.Os portos de Paranaguá e Antônina só a administração é conjunta os portos são separados.

HISTÓRIA DO PORTO DE PARANAGUÁ: O Porto de Paranaguá é um grande terminal de cereais, considerado o maior porto exportador de grãos do Brasil. Situado no interior da baía de Paranaguá, sua influência estende-se a uma vasta região do Brasil, e é um porto escoador dos Países do Mercosul, Empresas internacionais, etc.Foi inaugurado em 1935. Sua existência até os dias de hoje está ligado aos cinco ciclos: ciclo do ouro, da erva-mate, da madeira, do café, e da diversificação, quando seu movimento passou a ser de exportação de milho, soja, farelo, algodão, óleos vegetais, etc. A visitação se faz mediante autorização da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina - APPA. O Porto D. Pedro II, principal escoador de grãos e carga em geral do sul do Brasil e do Mercosul, absorve grande parte da mão-de-obra disponível, mas é intenção do prefeito diversificar as atividades desenvolvidas no município, sem esquecer os projetos de responsabilidade exclusiva do poder público, como educação, saúde e ação social.

12:00 – almoço no restaurante Danúbio Azul

13:30 – saída para estação ferroviária

14:00 – passeio de trem de Paranaguá a Curitiba

PASSEIO DE TREM:

Começamos pela estação Ferroviária de Paranaguá - depois passamos no município de ALEXANDRA e levamos 1h30 min até MORRETES (40km), depois fomos rumo a CURITIBA (70km) perfazendo um total de 4hs e 30 minutos de viagem. Em MORRETES estávamos a 10 metros em relação ao mar, até CURITIBA chegamos a 905 metros em relação ao mar.

A estrada de ferro foi construída em 1880, levaram 5 anos a sua construção (1885), andamos de trem dentro da mata Atlântica, passamos por vários túneis e pontes centenárias.

HISTÓRIA DA ESTRADA DE FERRO - Possui 14 túneis escavados na rocha, 41 pontes e viadutos em dimensões colossais, utilizando estrutura metálica. O maior VÃO vencido esta localizada na ponte São João, cujo comprimento é de 113m sobre o rio do mesmo nome. A ponte conta com 4 vãos, sendo que o vão médio tem altura de 58m. O Viaduto Carvalho, construído com grande tenacidade, esta a mais de 900m de altura, usando como suporte muros de ate 100m de altura fazendo uma curva de 45 graus no trecho conhecido como CURVA DO DIABO. O maior túnel da Serra do Mar é o de ROÇA NOVA, com 457m de extensão, na altitude de 905m. O magnífico panorama do contrafortes da Serra do Mar com paisagens como a cachoeira “Véu da Noiva” e o Santuário de “Nossa Senhora do Cadeado”, aliado à técnica do arrojado traçado da estrada, continuam sendo uma atração emocionante mesmo depois de um século .

19:00 – chegada em Curitiba e retorno a Blumenau

23:00 – chegada prevista em Blumenau.

Um comentário:

Rose Miranda disse...

Olá,

fiquei muito envaidecida de ver minha cidade ser mostrada com tanta propriedade, mas apenas para registro: quem nasce em Paranaguá é
" parnanguara ".

Espero que voltem logo a nos visitar
Grande abraço

Rose

Related Posts with Thumbnails